Comunidade de Leitura Dramática associa-se ao II FeministizARTE

24 09 2011
“Casa de Bonecas”, de Henrik Ibsen, é a obra em destaque na próxima sessão da Comunidade de Leitura Dramática do projecto BragaCult, evento que integra a programação do “FeministizARTE”, festival organizado pelo Núcleo de Braga da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR).
A leitura, de entrada livre, terá lugar no Salão Nobre do Theatro Circo, na próxima quarta-feira (28), pelas 21h30, sob orientação de Rui Madeira.
Proposta por Regina Guimarães – poeta, cineasta, dramaturga e letrista -, a obra, umas das peças modernas mais conhecida e encenada, questiona as convenções sociais do casamento e retrata a hipocrisia e os convencionalismos da sociedade do final do século XIX.
Henrik Johan Ibsen (Skien, 20 de Março de 1828 — Kristiania, 23 de Maio de 1906) foi um famoso dramaturgo norueguês, considerado um dos precursores do teatro realista moderno. As tomadas de posição críticas e polémicas fizeram dele uma personagem incómoda em certos meios. O autor valorizava a manifestação da vontade e da personalidade humana, atacando a cobardia e o espírito conformista. As suas peças causaram escândalo na sociedade da época, quando os valores morais vitorianos da família e da propriedade eram ainda largamente predominantes e qualquer contestação desses valores era imoral e ofensiva.




“A Matéria Negra da Luz dos Média” de Dara Birnbaum em Serralves

6 05 2010

E eis “A Matéria Negra da Luz dos Média” por Dara Birnbaum, até Julho de 2010 no Museu de Serralves.
Artista norte-americana, de craveira internacional, nascida em Nova Iorque, no ano de 1946, Dara Birnbaum alia a Arte à Televisão.
Desde os anos 70 que os seus trabalhos se apresentam sob a forma de vídeo ou de instalações multimédia com relevância política, já que nos mesmos a crítica à sociedade americana é uma constante, visando sobretudo a  forma como esta é caracterizada na televisão.
Dara Birnbaum procura mostrar o poder de influência social dos média e da televisão, em particular, pelo que, nas suas peças, desconstrói as imagens televisivas com diferentes técnicas, possibilitando ao observador uma visão crítica daquilo que lhe é dado.
Nalguns dos seus trabalhos, e especificamente sobre a mulher, a artista questiona a feminilidade que lhe é atribuída no mundo contemporâneo, integrando portanto o movimento de Arte Feminista.
Visite.

http://www.serralves.pt/actividades/detalhes.php?id=1754





Shocking Pinks

8 09 2009

A Associação Cultural Janela Indiscreta, a Câmara Municipal de Lisboa e a EGEAC, E.E.M. têm o prazer de o/a convidar para a inauguração da Exposição Shocking Pinks, no Sábado, dia 19 de Setembro, às 19h, na Sala Buondi do Cinema São Jorge.

Shocking Pinks:

Ana Pérez-Quiroga

André Alves

Carla Cruz + Ângelo Ferreira de Sousa

Carla Filipe

João Leonardo

Luísa Cunha

Participação Especial: CALHAU!

Curadores: João Mourão e Nuno Ramalho

 

 

Mais informações em http://www.queerlisboa.pt/





A arte de FRIDA KAHLO

25 12 2008

I paint my own reality. The only thing I know is that I paint because I need to, and I paint whatever passes through my head without any other consideration.

Frida Kahlo

Through her paintings, she breaks all the taboos of the woman’s body and of female sexuality.

Diego Rivera

Site oficial de Frida Kahlo: AQUI!

P’lo Núcleo de Braga da UMAR
Anabela Santos