O Núcleo de Braga da UMAR tem o prazer de divulgar:

20 04 2009

11O Quarto Rascunho de “DOZE MESES MENOS UM”

Recital de poesia “Memórias de uma Menina Bem-Comportada”
(baseado na obra de Simone Beauvoir)
27 de Abril, 21h45 | Estaleiro Cultural Velha-a-Branca
Sindicato da Poesia

Falávamos de uma porção de coisas, mas particularmente de um assunto que me interessava mais do que todos: eu própria. Quando pretendiam explicar-me, as outras pessoas anexavam-me para o seu mundo, irritavam-me; Sartre, pelo contrário, tentava situar-me no meu próprio sistema, compreendia-me à luz dos meus próprios valores, dos meus próprios projectos. (…) Em todo o caso eu devia preservar o que havia de mais admirável em mim: o meu gosto pela vida, a minha curiosidade, a minha vontade de escrever. (….)

Simone de Beauvoir – excerto de “ Memórias de um Menina Bem Comportada”, pág.307

O quarto rascunho de “ DOZE MESES MENOS UM “, conjunto de recitais que o Sindicato de Poesia apresentará, na última segunda-feira de cada mês, durante 2009, mostra a Filósofa e Escritora – Simone de Beauvoir – através de obras como: “ Memórias de uma Menina Bem Comportada”, “ Os Mandarins e o “ Segundo Sexo”, e outras incursões por, Jean Paul Sartre, Arthur Rimbaud e Rosa Luxemburgo. Os textos serão ditos por: Armanda Machado, Ana Gabriela Macedo; Fernando Coelho; Gaspar Machado;  Manuela Martinez; Marta Catarino e Sofia Saldanha (voz off).

O recital intitulado – “Memórias de uma Menina Bem-Comportada” adopta o nome da conhecida obra de Simone Beauvoir e realizar-se-á, no dia 27 de Abril, no Estaleiro Cultural Velha-a-Branca.

Simone de Beauvoir, escritora e feminista, esteve associada ao movimento filosófico existencialista que muito influenciou a cultura europeia do século passado e inteiramente ligada ao estudo dos condicionamentos sociais que estão na base da opressão das mulheres. Como refere a autora, no “ Segundo Sexo”: – «Ninguém nasce mulher: torna-se mulher. Nenhum destino biológico, psíquico, económico, define a forma que a fêmea humana assume no seio da sociedade; é o conjunto da civilização que elabora esse produto intermediário entre o macho e o castrado que qualificam de feminino».

Coordenação de Manuela Martinez
Operação de som e vídeo de António Durães
Fotografia de Pedro Guimarães
Cumplicidades: Biblioteca Pública de Braga e Maria de Fátima Afonso

(ENTRADA LIVRE)


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: